separador1

banner malagueta compre

Autoras

Aqui você encontra as autoras que fazem parte da Editora Malagueta.

rafaella_vieira_1Rafaella Vieira, antes de se dedicar inteiramente à literatura teen, trabalhou como advogada por seis anos. Ela nasceu e mora em Recife, mas gostaria de morar em um dos seus livros. Atualmente ela escreve sem parar. O seu primeiro romance a ser publicado é Depois daquele beijo, da Brejeira Malagueta, uma história de amor entre garotas que estudam no mesmo colégio em Recife.
E-mail [email protected]
www.rafaellavieira.com.br
Add a comment
drikka_silva_leveAdriana Pereira da Silva, nascida na cidade de Mauá em 25 de junho de 1984, foi criada entre São Paulo e Paraná. Escreve sob o pseudônimo de Drikka Silva e é autora de três romances de temática lésbica na internet, um dos quais em parceria, incluindo uma versão anterior de Glamour, publicada em 2009. Atualmente posta textos no site Livre Arbítrio. Começou a escrever em 2007, quando foi apresentada a um site de histórias lésbicas, e desde então não parou mais. “Escrever é uma forma de me expressar através da diversão.” Seu e-mail é [email protected]
Assista aqui à entrevista que ela deu ao blog da Livraria Cultura. Add a comment
adriana_agostini_6_leve
Adriana Agostini nasceu em Juiz de Fora e vive em Belo Horizonte desde 1992 junto de sua companheira inseparável, a schnauzer Frida. Jornalista, atuou como repórter da área econômica dos principais jornais de Minas, na sucursal da Gazeta Mercantil, além de ter trabalhado como free lancer para a revista Vogue e o jornal O Estado de S. Paulo. Pariticipou das coberturas internacionais do Gay Games V e VII, que aconteceram em Amsterdam e Chicago. Graduada em Comunicação Social e em Direito, a escritora é especialista em Comunicação e Semiótica, pela PUC Minas, e Mestre em Comunicação Social pela UFMG. Atualmente, é funcionária pública da Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais. Na área acadêmica, dedica-se a pesquisar temas relativos à lesbianidade e séries de tv. Seu primeiro livro publicado é Lésbicas na TV: The L Word, pela Editora Malagueta.
Adriana deu várias entrevistas interessantes, ela é bem articulada. Confira aqui: Rádio CBN, Rádio Itatiaia, e no Minas um Luxo.
Add a comment
lara_orlow_4
Lara Orlow vive no interior de São Paulo, em uma pequena chácara, com seu amor, sua filha humana Gabriela, sua filha felina Cassandra e sua filha ave Luanary. Dedica-se ao plantio de mudas de eucalipto para reflorestamento nas horas vagas e dá aulas de dança cigana para meninas da região.
De origem cigana, moldovana por parte de pai e kalin por parte de mãe, já realizou diversas ações sociais para a inclusão e o reconhecimento do seu povo na sociedade gadje. Atualmente trabalha em acampamentos de ciganos nômades junto à CERCI (Centro de Estudos e Resgate da Cultura Cigana), como palestrante e multiplicadora. Os caminhos de Lumia é seu primeiro livro, mas pretende lançar muitas outras obras. É estudante de Letras na Universidade Norte do Paraná e seu email é [email protected]
Add a comment
karina dias
(foto de Carlos Eduardo)
Eliana Natividade Carlos escreve sob o pseudônimo Karina Dias desde 2006. Nasceu na cidade do Rio de Janeiro em 9 de setembro de 1979, mas hoje reside em São Paulo, onde cursa Jornalismo na Universidade Católica São Judas Tadeu. É autora de nove romances e um conto de temática lésbica postados na internet. O romance publicado pela Malagueta, Aquele dia junto ao mar, saiu em versão um tanto diferente como “No ritmo do amor” em 2008, e é um dos favoritos das leitoras.
Karina Dias publicou ainda Diário de uma garota atrevida, que tem recebido críticas muito calorosas.
Já deu várias entrevistas, inclusive esta ao programa As Brejeiras. Seu email é [email protected].

Add a comment

marina porteclis
Marina Porteclis é a autora do fantástico Shangrilá, primeiro romance com temática lésbica de fora do eixo Rio-São Paulo.
Ela nasceu no dia 26 de agosto de 1978 em Brasília, onde morou apenas durante os primeiros anos de vida. Ainda criança, foi trazida para o Nordeste, onde sedimentou suas raízes e cresceu.
Morou em Maceió até os 23 anos quando, concluindo a faculdade de Direito, mudou-se para Recife, cidade em que vive até hoje. Mora com a companheira, com a qual divide mais do que a casa: a vida, em sua inteireza.
É funcionária pública federal durante os dias e escritora durante as noites. Nas madrugadas abandona “o avesso da tela” e migra para dentro dela, onde se sente genuinamente viva.
Mantém um blog (marinaporteclis.blogspot.com), onde publica poesias, crônicas e contos eróticos femininos. Pretende continuar, como diria Clarice Lispector, escrevendo distraidamente, “ao correr da máquina”, não por profissão: apenas por instinto.

Add a comment

Fatima Mesquita
Fátima Mesquita escreveu o delicioso Amores cruzados, da Editora Malagueta.
Ela é mineira de Belo Horizonte, mas passou a maior parte da sua vida adulta em São Paulo onde escreveu e produziu para jornal, rádio, TV, vídeo, evento e campanha política. Também trabalhou para o BBC World Service Trust e o UNICEF em Angola depois de passar uma temporada na Inglaterra. Hoje Fátima mora em Toronto, Canadá. Por lá ela escreveu e dirigiu um documentário para TV, traduziu websites, games e filmes para DVD, editou revista e jornal, trabalhou para o Discovery Channel e ainda na equipe do Brazil Film Fest.
Em 2006, a escritora recebeu uma bolsa do Toronto Arts Council para escrever este livro, que é o sétimo publicado pela autora que também escreve para o público infanto-juvenil. Fátima é autora da primeira obra lésbica com final feliz publicada no Brasil, Julieta e Julieta (São Paulo, GLS, 1999).

Add a comment

lucia_facco
Lúcia Facco é carioca, graduada em Letras (Português-Francês), especialista e mestre em Literatura Brasileira, doutora em Literatura Comparada pela UERJ, crítica literária e escritora. Durante todo o seu trajeto como pesquisadora, vem buscando compreender as manifestações do homoerotismo na literatura. Em sua escrita podemos identificar essa pesquisa, bem como perceber a sua preocupação em naturalizar as relações homoeróticas (especialmente as femininas), tirando-lhes o caráter de “coisa excêntrica”, trazendo-as para o cotidiano.
É autora de:
• As guardiãs da magia, publicado pela Editora Malagueta em 2008.
Era uma vez um casal diferente, sua tese de doutorado sobre homofobia na literatura infantil, publicada pela Summus em 2009.
• O conto “Diário”, publicado na coletânea de contos Todos os sentidos: contos eróticos de mulheres, CL Edições Autorais, 2003, ganhador do Prêmio Alejandro Cabassa da União Brasileira de Escritores de melhor livro de contos do ano;
• As heroínas saem do armário: literatura lésbica contemporânea, publicado em 2004 pelas Edições GLS, ganhador do Prêmio Arco-Íris de Direitos Humanos na categoria Cultura-Literatura;
• Lado B: histórias de mulheres, livro de contos publicado em 2006 pelas Edições GLS;
• O conto “São Tomé das Letras”, publicado na coletânea de contos Elas contam, publicada em 2006 pela Editora Corações e Mentes, tendo sido também organizadora deste livro.
Organizou ainda o livro Victória Alada de Lara Lunna, publicado em 2007 pela Editora Corações e Mentes, e tem vários artigos e ensaios publicados em periódicos técnico-científicos.
Assista aqui Lúcia falando sobre o livro que escreveu para a Malagueta.

Add a comment

separador1

separador1

 

facebook twitter you tube



Receba nossa newsletter

::Formulário de cadastro

Nome
E-mail

Cadastro